Portugal / Português
You're looking at the Português version of the website. Don’t worry. We’ve all taken a wrong turn before. Choose a different version of the website here.

Como cuidar da tua bicicleta Aprende como podes manter a tua bicicleta impecável entre as revisões.

Como cuidar da tua bicicleta Aprende como podes manter a tua bicicleta impecável entre as revisões.

Se deres um pouco de atenção à tua bicicleta vais rolar melhor e reduzir as possibilidades de seres apanhado desprevenido por falta de manutenção na estrada ou nos trilhos. Estes quatro vídeos explicativos muito simples vão dar-te as orientações básicas para cuidares da tua bicicleta.

COMO LAVAR A TUA BICICLETA

Começa com dois baldes de água quente, um para a tua bicicleta e outro para a transmissão, uma escova de cerdas duras, uma escova de cerdas macias, uma escova cilíndrica, desengordurante específico para bicicleta, detergente para bicicleta, uma toalha limpa e seca e lubrificante para corrente. Podes colocar a bicicleta num suporte, ou encostá-la à parede.

Ensaboa a transmissão, o quadro e as rodas com uma solução pré-lavagem de limpeza. Pulveriza a transmissão com desengordurante, tendo o cuidado de evitar a pulverização direta em qualquer um dos rolamentos. Em seguida, pulveriza o quadro, as rodas e os pneus com o detergente para bicicleta, evitando sempre pulverizar diretamente para os rolamentos.

Enquanto a bicicleta fica a ensaboar, enche dois baldes com alguns mililitros de desengordurante específico para bicicleta e água morna suficiente para mergulhar as tuas escovas.

Começa pela transmissão. Utiliza o balde da transmissão e uma escova de cerdas duras para limpar todo o sistema de transmissão. Em alternativa, podes usar um aparelho de limpeza da corrente cheio com desengordurante.

Em seguida, lava o quadro e a forqueta de cima para baixo, com uma escova de cerdas macias, com a solução desengordurante do balde com água limpa. Limpa os pneus com uma escova de cerdas duras, as rodas com a escova de cerdas macias e a escova cónica para limpar os cubos. Quando estiveres a lavar as rodas, evita o contacto com o sistema de travagem para evitar qualquer hipótese de contaminação.

Assim que toda a bicicleta estiver lavada, enxagua-a com uma passagem de água. Por fim, seca o quadro com uma toalha macia e seca e lubrifica a corrente.

COMO LIMPAR E LUBRIFICAR A CORRENTE

Usa roupas que se possam sujar! E certifica-te de que usas um desengordurante específico para bicicletas.

Uma forma rápida e fácil de desengordurar uma corrente é usando um aparelho de limpeza de correntes. Basta encher o reservatório com desengordurante, colocar a corrente dentro do aparelho de acordo com as indicações e pedalar para trás. As escovas no interior chegarão a todas as reentrâncias e saliências da corrente onde habitualmente se acumula a sujidade.

Claro que podes sempre limpar a tua corrente sem uma ferramenta especial. Podes usar uma escova, uma escova de dentes ou de unhas também serve! Coloca um pouco de desengordurante na escova e encosta-a à corrente enquanto pedalas para trás, sem esquecer de passar a escova na parte de baixo e de cima da corrente.

Agora, a tua corrente pode parecer limpa, mas ainda deves escová-la com água com detergente e enxaguá-la. Isto garantirá que todo o desengordurante é removido para que o lubrificante novo adira devidamente à corrente

Para lubrificar a tua corrente deves escolher um lubrificante adequado para a utilização que dás à tua bicicleta. Se o terreno onde pedalas é húmido e lamacento, usa um lubrificante para condições húmidas. Os lubrificantes para condições húmidas são mais impermeáveis e duram mais, mas atraem poeira e terra em condições secas. Se o terreno onde pedalas é seco, usa um lubrificante para condições secas. Os lubrificantes secos têm que ser substituídos com mais frequência, mas farão com que a tua corrente não funcione tanto como um íman para terra.

Quando estiveres a lubrificar a tua corrente, certifica-te de que aplicas lubrificante em todos os elos. Aplicar lubrificante na parte exterior da corrente apenas fará com que atraia terra quando pedalas. Terás que desengordurá-la e voltar a lubrificá-la muito mais cedo. Aplica uma gota de lubrificante na parte de cima de cada elo e depois limpa o excesso. E já está, estás pronto para pedalar!

COMO ENCHER OS PNEUS DA TUA BICICLETA

Primeiro, determina qual a pressão correta do pneu. Todos os pneus Bontrager dispõem de informação acerca da pressão de ar recomendada. Para encontrares este intervalo, basta consultares a parede lateral do pneu. Os pneus da tua bicicleta têm válvulas Schrader ou Presta. Certifica-te de que a tua bomba é compatível com o tipo de válvula instalada. Se a tua bomba não é compatível com ambos os tipos, podes adquirir um adaptador na tua loja. Se as tuas válvulas tiverem tampas, remove-as.

Se estás a utilizar uma válvula Schrader, estás pronto a encher o pneu assim que removes a tampa da válvula. Se estás a utilizar uma válvula Presta, primeiro tens que desenroscar a sua extremidade para a abrir. Vais perceber que está solta o suficiente quando pressionas o núcleo da válvula e sai um pouco de ar. Fixa a cabeça da bomba com firmeza na válvula, empurrando-a para baixo até onde conseguires. Bloqueia a cabeça da bomba levantando a alavanca da mesma. Movimenta a cabeça da bomba; não deves sentir a válvula a mexer no interior.

Agora, começa a encher. Se ouvires ar a sair enquanto enches, é porque a cabeça não está bem fixa na válvula. Recoloca a cabeça e tenta novamente. Mantém-te atento ao manómetro enquanto enches os pneus. Assim que atingires um valor dentro do intervalo que consta na parede lateral do pneu, podes parar. Solta a cabeça ao pressionar para baixo a alavanca da bomba e puxa a cabeça da válvula rapidamente. Se estás a utilizar uma válvula Presta, não te esqueças de a fechar. Depois, repõe a tampa. E já está, estás pronto para pedalar!

FAZ UM CHECKUP À TUA BICICLETA ANTES DE SAIR

Para evitar contratempos na estrada ou nos trilhos, é importante que inspeciones a tua bicicleta após a lavagem e antes de saíres com ela para pedalar. Para tornar mais fácil lembrarmo-nos dos passos da inspeção, utilizamos o método M.

O primeiro ponto do “M” é a roda traseira. Com a bomba de pé, certifica-te que o pneu está com a pressão recomendada impressa na parede lateral do pneu. Se a pressão estiver demasiado baixa, enche o pneu até à variação recomendada. Se tens uma configuração de pneus Tubeless, recomendamos que coloques selante novo a cada seis meses. Verifica se os calços dos travões apresentam sinais de desgaste. Gira a roda para te certificares que gira livremente quando passa pelos calços dos travões sem lhes tocar. Se tocar, e se já verificaste que a roda está bem montada nos dropouts, pode ser preciso afinar os travões.

Indo para cima até ao espigão e ao selim, gira o selim de um lado para o outro. Certifica-te que a abraçadeira do espigão está apertada e que fixa o espigão e o selim no lugar. Com a bicicleta no chão, deixa cair a zona traseira da altura da tua anca. Escuta bem para detetar algum chocalhar ou outros ruídos estranhos. Isso pode significar que algo está solto ou desgastado e deve ser visto na tua loja para manutenção.

Indo para baixo até ao conjunto pedaleiro, gira ambos os pedais e escuta bem para detetar rangidos ou outros ruídos. Também deves agarrar ambos os pedais e apertar de um lado para o outro. Verifica se existe alguma folga nos pedais ou no sistema pedaleiro. Gira o pedaleiro para trás, tenta ouvir quaisquer rangidos ou estalidos na corrente ou no sistema de transmissão. Um ruído na tua corrente pode significar que precisa de lubrificação, mas os ruídos na transmissão, normalmente, precisam de ser analisados com maior atenção na loja.

De volta para cima até ao guiador, com a bicicleta no chão, deixa cair a zona dianteira da altura da tua anca. Escuta com atenção para detetar quaisquer rangidos ou outros ruídos estranhos como fizeste na roda traseira. Torce de um lado para o outro a zona do posto de condução para garantir que o avanço e o guiador estão bem fixos. Verifica se os calços dos travões apresentam sinais de desgaste e, por fim, aperta ligeiramente as manetes dos travões para te certificares que funcionam.

O último ponto é a roda dianteira. Repete o mesmo processo que utilizaste na roda traseira. Enche os pneus, verifica o selante se tiveres uma configuração com Tubeless, verifica o nível de desgaste dos calços e gira a roda para te certificares de que está a girar livremente sem tocar nos calços. Se tocar, e se já verificaste que a roda está bem montada nos dropouts, pode ser preciso afinar os travões.

Pedala.
Diverte-te.
Sente-te bem.

Oferecemos uma total variedade de bicicletas de montanha, estrada, cidade, e-bikes e modelos de criança.
Encontra a tua bicicleta

About the Author: Trek

A nossa missão: fabricamos apenas produtos que adoramos, oferecemos uma hospitalidade incrível aos nossos clientes e mudamos o mundo ao colocar mais pessoas a andar de bicicleta.