Portugal / Português
You're looking at the Português version of the website. Don’t worry. We’ve all taken a wrong turn before. Choose a different version of the website here.

Como engrenar mudanças numa bicicleta urbana Saber como engrenar as mudanças certas pode ajudar a tornar a tua deslocação diária de bicicleta para o trabalho mais rápida, mais suave e mais divertida!

Como engrenar mudanças numa bicicleta urbana Saber como engrenar as mudanças certas pode ajudar a tornar a tua deslocação diária de bicicleta para o trabalho mais rápida, mais suave e mais divertida!

Quer estejas a caminho do trabalho, do supermercado ou a explorar a cidade de bicicleta, utilizar a mudança certa melhora a tua experiência em todas as circunstancias.

Então como é que sabes que estás na mudança certa? E como é que sabes quando deves engrenar uma mudança mais leve ou mais pesada? Comecemos pelo básico.

A maioria das bicicletas urbanas está equipada com manípulos de mudanças concebidos para serem operados com o dedo indicador e o polegar. O manípulo de mudanças da direita controla o desviador traseiro e o da esquerda controla o desviador dianteiro. Algumas bicicletas urbanas têm apenas um prato pedaleiro na parte dianteira e várias mudanças na parte traseira, o que elimina a necessidade de um manípulo de mudanças dianteiro ou de um desviador dianteiro.

Quando pressionares o manípulo de mudanças com o polegar ou o puxares com o dedo indicador, vais mover a corrente entre cada mudança. Engrenar mudanças com o desviador dianteiro (mão esquerda) resulta em alterações maiores nas mudanças, enquanto engrenar com o desviador traseiro (mão direita) resulta em alterações mais pequenas nas mudanças.

>> Ver bicicletas urbanas

>> Ver bicicletas eléctricas urbanas

>> Guia do comprador

Mão esquerda: move o desviador dianteiro entre os pratos pedaleiros (alterações maiores)

O manípulo de mudanças da esquerda controla o desviador dianteiro, que move a corrente entre os pratos do conjunto pedaleiro. Engrenar mudanças com a mão esquerda causa alterações mais dramáticas nas mudanças e pode ser muito útil quando precisares de fazer um ajuste maior rapidamente.

Ao pressionares o manípulo de mudanças esquerdo com o polegar, o desviador vai mover a corrente para cima, para um prato pedaleiro maior. Portanto, para uma mudança mais pesada. Uma mudança mais pesada significa que é preciso mais esforço a pedalar, mas percorres uma maior distância em cada pedalada.

Se puxares o manípulo de mudanças na tua direção com o dedo indicador, a corrente será movida para baixo, para um prato pedaleiro mais pequeno. Portanto, para uma mudança mais leve. Isto faz com que seja mais fácil pedalar, mas não percorres tanta distância nem vais tão rápido.

Utiliza o prato pedaleiro mais pequeno. Ou seja, a mudança mais leve quando estiveres a fazer uma subida, a carregar algo pesado ou prestes a parar. Utiliza o prato pedaleiro maior. Ou seja, uma mudança mais pesada quando quiseres pedalar a grande velocidade para percorrer mais terreno e mais rapidamente.

Mão direita: move o desviador traseiro entre os pinhões da cassete (alterações mais pequenas)

O manípulo direito controla o desviador traseiro, movendo a corrente entre os pinhões da cassete. Numa cassete, os pinhões mais pequenos correspondem às mudanças mais pesadas e rápidas e os pinhões maiores às mudanças mais fáceis e lentas. Isto significa que os mesmos movimentos de engrenagem que utilizas com a mão esquerda produzem o resultado oposto quando utilizas a mão direita.

Ao puxares o manípulo de mudanças com o dedo indicador, o desviador traseiro vai mover a corrente para um pinhão mais pequeno. Portanto, para uma mudança mais pesada, mas mais rápida. Pressionar o manípulo com o polegar vai mudar a corrente para um pinhão maior. Portanto, para uma mudança mais lenta, mas mais fácil.

Como evitar o cruzamento de corrente

É recomendado que evites ter a mudança mais pesada num manípulo e a mudança mais leve no outro. Esta situação é conhecida como “cruzamento de corrente”, uma vez que a corrente é colocada numa posição angular, em vez de estar mais ou menos a direito. O cruzamento de corrente coloca muita tensão na corrente, o que faz com que, muitas vezes, esta roce no desviador dianteiro. Além de causar um ruído irritante, pode provocar o desgaste prematuro da tua transmissão.

Como encontrar a melhor combinação de mudanças

Não existe uma fórmula para a combinação de mudanças perfeita: é uma questão de preferência pessoal. Não tenhas medo de ir experimentando até encontrares o ritmo de pedalada ou “cadência” mais confortável e eficiente para ti.

Como mencionado anteriormente, engrenar mudanças com o desviador dianteiro (mão esquerda) resulta em alterações mais óbvias nas mudanças, enquanto engrenar com o desviador traseiro (mão direita) resulta em alterações mais subtis nas mudanças. Com a prática, vais perceber que a engrenagem dianteira é útil para grandes alterações de elevação e que a engrenagem traseira é boa para afinares as mudanças de forma a pedalares com uma cadência confortável para ti.

Em geral, a maioria dos ciclistas sente que uma cadência de cerca de 90 rotações por minuto é a mais eficiente e confortável. Uma cadência mais baixa pode parecer um grande esforço e uma cadência mais alta faz parecer que estás a pedalar imenso sem ires a lado nenhum. Se tiveres interesse em medir a tua cadência, já existem muitos ciclocomputadores e aplicações que o fazem com um sensor. A utilização de um sensor para medir a cadência pode ser uma ótima forma para perceberes quando é uma boa altura para engrenar outra mudança.

Dica profissional: pedala com leveza quando estiveres a engrenar uma mudança!

Precisas de continuar a pedalar para engrenar mudanças, mas a engrenagem funciona melhor (e é mais suave) quando estiveres a pedalar com leveza. Se exerceres muita pressão nos pedais enquanto engrenas, a engrenagem da mudança tende a ser ruidosa e abrupta. Isto é especialmente importante nas subidas. Se vires que estás a aproximar-te de uma subida, engrena uma mudança leve antes de começares a subir! E se precisares de engrenar mudanças mais leves enquanto sobes, tenta reduzir a pressão exercida nos pedais quando o fizeres.

Também recomendamos que engrenes uma mudança mais leve quando estiveres prestes a parar, para não teres de te debater contra uma mudança muito pesada quando recomeçares a pedalar.

Queres obter conselhos presencialmente?

Dirige-te à tua loja Trek para saberes mais e tirares o máximo partido de todas as tuas voltas de bicicleta.

Bicicletas urbanas

As nossas bicicletas urbanas foram desenhadas para a tua mobilidade diária na cidade. São ideais para as deslocações urbanas e para transportar bagagem. Além disso, fazem-no com estilo.
Encontra uma bicicleta

About the Author: Trek

Our mission: we build only products we love, provide incredible hospitality to our customers, and change the world by getting more people on bikes.