Portugal / Português
You're looking at the Português version of the website. Don’t worry. We’ve all taken a wrong turn before. Choose a different version of the website here.

A Bontrager revela porta-bidões feito de plástico reciclado Este porta-bidões é um pedaço de lixo. E é por isso que é uma coisa boa.

A Bontrager revela porta-bidões feito de plástico reciclado Este porta-bidões é um pedaço de lixo. E é por isso que é uma coisa boa.

[Waterloo, WI] – A Trek e a Bontrager anunciaram o relançamento do seu produto que há mais tempo se mantém inalterado. O Bat Cage, o porta-bidões moldado por injeção lançado pela primeira vez em 1997, é agora feito de redes de pesca descartadas e em fim de vida que, de outra forma, iriam poluir os nossos oceanos.

Esta melhoria só foi possível através da parceria da Trek com a Bureo e a participação na NextWave, um consórcio intersetorial de empresas que trabalham no sentido de reduzir a impressionante quantidade de plásticos que poluem o ambiente. A Trek é um dos membros fundadores do consórcio, que também inclui a Dell, a General Motors, a IKEA, a HP Interface, a Humanscale, a Herman Miller e a Bureo.

Nos últimos 22 anos, a Trek tem fabricado centenas de milhares de porta-bidões Bat Cage em Oconomowoc, Wisconsin, a 48 quilómetros da sede da empresa em Waterloo. O porta-bidões é simples, leve e durável e agora há muito mais motivos para o adorar.

Através da parceria da Trek com a NextWave, a empresa foi apresentada à Bureo, um grupo dedicado a dar uma nova vida a redes de pesca inutilizadas. A Bureo recolhe redes de pesca em fim de vida e recicla-as em pequenos granulados que podem ser utilizados em produtos de plástico moldado por injeção como o Bat Cage, óculos escuros, skates e mais.

O porta-bidões Bat Cage pode ser um produto pequeno, mas é a pequena dobradiça que abre uma porta grande”, diz Justin Henkel, o Gestor de Produto de Selins e Essenciais da Trek. “Apenas este ano, vai dar bom uso a 4088m² (1750kg) de redes de pescas abandonadas. Chama-se a isto marcar verdadeiramente a diferença e o Bat Cage é apenas o início.

O novo porta-bidões Bat Cage da Trek em plástico reciclado (PVP 14,99 ‎€) está já disponível em todas as lojas Trek.

1/2
2/2

Um novo capítuloO Bat Cage foi lançado pela primeira vez em 1997 e é um dos produtos com maior longevidade da gama de acessórios Trek. Já cruzou a meta de mais Grand Tours, Campeonatos do Mundo e Clássicas de Primavera do que qualquer outro produto feito pela marca. Agora, oferece a mesma performance simples e fiável e é feito de materiais recicláveis.Uma questão global Existem atualmente mais de 86 milhões de toneladas métricas de plástico nos nossos oceanos e mais de 8 milhões são acrescentadas todos os anos.O efeito da redeAs redes de pesca perfazem cerca de 10% da quantidade total de plástico no oceano. Ainda pior, é que são quatro vezes mais perigosas para o ambiente oceânico que todos os outros tipos de plástico poluidores.Das redes ao nylonOs Bat Cages são feitos com os granulados de nylon da NetPlus da Bureo. A Bureo recolhe redes de pesca em final de vida no Chile e recicla-as em nylon em bruto para que se possam em transformar em tudo desde óculos de sol até skates.Um produto, um grande impactoEm apenas um ano, os Bat Cages de nylon reciclado vão dar uma boa utilização a cerca de 4100 metros quadrados (1750 quilos) de redes de pesca inutilizadas.Mais formas como estamos a marcar a diferença A Trek é um dos membros fundadores da NextWave, um consórcio intersetorial de empresas parceiras – Dell, General Motors, IKEA, HP Interface, Humanscale, Herman Miller, Bureo e Trek – que estão empenhadas em manter os plásticos na nossa economia e fora dos oceanos.

Bontrager Bat Cage Water Bottle Cage

A classic water bottle cage made from recycled ocean plastics. By giving new use to fishing nets collected in coastal communities of Chile, Bat Cage is helping keep plastic waste out of our oceans.
See Bat Cage

About the Author: Trek

Our mission: we build only products we love, provide incredible hospitality to our customers, and change the world by getting more people on bikes.