Brazil / Português
You're looking at the Português version of the website. Don’t worry. We’ve all taken a wrong turn before. Choose a different version of the website here.

Quebre seus maus hábitos de frenagem nas trilhas Personalize seus ajustes iniciais e aprenda como modular para uma melhor frenagem no MTB

Quebre seus maus hábitos de frenagem nas trilhas Personalize seus ajustes iniciais e aprenda como modular para uma melhor frenagem no MTB

Temos um ditado aqui na Trek que diz que os freios apenas reduzem a sua velocidade, mas, falando sério, provavelmente eles sejam os componentes mais importantes de nossas bicicletas.

A frenagem adequada nos ajuda a fazer curvas controladamente, evitar obstáculos e parar rapidamente quando encontramos perigos na trilha. No entanto, há mais na frenagem do que apenas pressionar o manete, e estamos sintonizando a consultoria da especialistaa Christina Chappetta @Cchappetta1 da Pinkbike para ouvir sobre as preparações e finalizações nas frenagens.

Mantenha-se limpo, independentemente das condições, quando estiver trabalhando no aperfeiçoamento de sua frenagem com para-lamas

Mantenha suas mão firmes e eleve a o controle tátil com luvas para mtb.

Obtenha aderência para uma parada mais rápida com o suporte e a tração de um novo pneu para MTB.

Faça o ajuste inicial de forma correta

O ajuste inicial dos freios podem ser um assunto bem controverso, muitas vezes discutido com base nas regiões ao redor do mundo. Nós o ajudaremos a decifrar o que ajustes iniciais diferentes podem oferecer e a definir qual o certo para você.

1. Orientação do freio

O direito é o traseiro? Bem, isso depende.
Na maioria dos países que conduzem do lado direito da estrada, você descobrirá que o manete de freio direito aciona o freio traseiro, no entanto, em muitos países onde os veículos circulam do lado esquerdo da estrada, os ciclistas acionam o freio traseiro pelo manete esquerdo (também conhecido como “estilo moto”). A orientação correta é debatida em todo o planeta, mas no final você deve instalar e ajustar os freios, da forma que for mais confortável para você. Conhece alguma justificativa para os ciclistas frearem de alguma maneira específica? Mande seus comentários.

2. Planos ou inclinados?

Os pulsos são mais fortes quando ficam levemente inclinados, permitindo que se movimentem com facilidade e mantenham o controle da bicicleta. Isso significa que se você pedalar em terrenos mais íngremes, o manete do freio deve ficar mais paralelo ao guidão, para que você possa alcançar o manete enquanto o pulso fica mais para trás. Inversamente, uma posição de manete mais íngreme manterá seus pulsos mais à frente na manopla, o que minimiza a curvatura e oferece benefícios em subidas pesadas. Brinque com seu ajuste inicial e encontre o que parece certo para você.

Para encontrar o ângulo certo, sente-se na bicicleta numa posição confortável com o pulso quase reto, permitindo uma ligeira curvatura natural, e ajuste os freios para que o dedo indicador repouse confortavelmente no manete. Lembre-se de que você pode ajustar essa posição algumas vezes por ano, dependendo de quanto impulso de braço você está recebendo, com que frequência você está pedalando e como seu estilo ao pedalar muda a cada temporada.

3. Espaço livre

A maioria das bicicletas sai de fábrica com os manetes de freio fixados diretamente nas manoplas, no entanto, ao pedalar, é realmente mais benéfico ficar apenas o dedo indicador apoiado no manete de freio, permitindo que os outros dedos mantenham contato com a manopla e controlem melhor a bicicleta. Para conseguir isso, você deve mover os manetes de freio para longe de suas manoplas, de forma que o manete cubra apenas o suficiente para permitir que seu dedo indicador o alcance confortavelmente, evitando contato com os outros dedos quando você aperta totalmente o manete. Certifique-se de que o manete fique livre do dedo médio e anular quando totalmente comprimido para ajudar a evitar cortes acidentais causados pela manete do freio em uma colisão.

4. Ponto de contacto

A maioria dos manetes de freio modernos apresenta um formato de gancho perfeito para descansar o dedo indicador enquanto você pedala. Para que seu dedo fique confortavelmente apoiado, você deve ajustar o alcance do manete de modo que seu dedo indicador fique relaxado quando apoiado na extremidade e não precise esticar muito para acionar os freios. Ajuste o alcance de seu manete para encontrar o ponto ideal onde você pode segurar o suficiente sem ter que esticar.

O que é essa tal de modulação de freio?

Provavelmente, você já ouviu esse termo usado nas trilhas, na loja de bicicletas e em artigos técnicos. Mas o que realmente é a modulação de freio? Simplificando, a modulação do freio é a amplitude com a qual você pressiona o manete do freio. Em uma extremidade do espectro, você tem tração zero no manete, muita tração e sua roda girando livremente. Na outra extremidade, seus freios estão totalmente travados, sua roda não está girando e você não aplica tração alguma.

Aprender quando pressionar totalmente ou quando aplicar lentamente a pressão no manete para parar sem derrapar é um divisor de águas. Temos um exercício para ajudá-lo a ajustar sua modulação – perfeito para os dias em que você não tem tempo para uma longa pedalada ou quando está esperando seu amigo chegar na trilha. Tudo o que você precisa é de uma estrada com um suave declive, uma colina gramada ou uma trilha dupla e uma seleção de gravetos de bom tamanho para usar como marcadores.

Escolha a sua marcação

Pedale até o topo da colina e solte um graveto para marcar onde você começará a rolar a cada volta, em seguida, role até o final da colina e solte um segundo graveto para marcar onde você aplicará seus freios no final. Certifique-se de ter espaço suficiente para atingir uma boa velocidade.

Volta 1

Comece no topo da colina e pedale até o segundo graveto, aplicando os dois freios para parar o mais rápido possível assim que chegar lá. Solte um graveto para marcar onde você parou.

Volta 2

Volte ao topo da colina e repita as etapas anteriores, mas desta vez aplique apenas o freio traseiro o máximo que puder para derrapar. Observe a diferença e marque a distância percorrida.

Volta 3

Repita a segunda volta, mas desta vez module o freio traseiro para evitar derrapagens. Solte um graveto para marcar onde você parou. O que você deve ver é que, ao aplicar o freio traseiro gradualmente, você consegue parar mais rápido do que quando o pressiona com força total. Se não, volte ao topo e repita novamente.

Volta 4

Agora que você deu algumas voltas com o freio traseiro, é hora de se acostumar com o freio dianteiro. Repita o exercício algumas vezes, pressionando apenas o freio dianteiro e marcando onde está parando. Você deve perceber que está começando a parar mais rápido do que apenas com o freio traseiro.
A razão pela qual você para mais rápido usando apenas o freio dianteiro é a física. Quando a força de frenagem (seu rotor dianteiro e pinça de freio) está na frente da massa (seu corpo e sua bicicleta), o peso se move para o freio dianteiro e cria uma força de frenagem maior do que quando a força de frenagem está se arrastando de trás do peso.

Última volta

Volte ao topo e repita o exercício modulando os dois freios na chegada sem derrapar. Ao longo do exercício, você verá uma melhora na rapidez com que pára e aprenderá a controlar melhor os freios.

Agora que você tem o conhecimento e a prática em seu currículo, leve suas habilidades às trilhas e teste como frear melhor melhora seu pedalar como um todo.

Tem alguma outra dica? Mande seus comentários!

Find the MTB tires for you

Our MTB tire guide will help you pick the best tread pattern and tire construction for however and wherever you ride.
Find your tires

About the Author: Trek

Our mission: we build only products we love, provide incredible hospitality to our customers, and change the world by getting more people on bikes.